Ideias para organizar os brinquedos

Legos, carrinhos, roupinhas da Polly, Shopkins, cards Pokémon, lápis, canetinha, livros… Seguem algumas ideias para organizar os brinquedos em seus devidos lugares!

1- Mochilinhas com “janela” transparente: super simples, as crianças podem organizar cada coisa em seu lugar. Faça mochilas coloridas, ou combine com a decoração do quarto. Uma solução excelente para acabar com as pecinhas espalhadas pela casa!

2- Uma rede para os bichinhos! Aqui, foi feito um retângulo de cerca de 1 metro e 20 centímetros por 81 cm. Você vai dobrá-lo para que fique no formato de um triângulo (tutorial em inglês aqui). Ótima solução para ajudar na organização e decoração do quarto!

ideias para guardar brinquedos como organizar os brinquedos dicas para brinquedos sacos para brinquedos mochilas para brinquedos saco brinquedo mochila brinquedo como guardar carrinhos como guardar lego

3- Mesa para Lego: esta mesa é fantástica – mesmo que você não encontre as bases tão grandes de encaixe da Lego, você pode usar uma base de MDF – inclusive peça para as crianças pintarem e decorarem, vai ser divertido! Depois, é só comprar dois gaveteiros iguais e colocar como apoio. Pronto! Um lugar ótimo para se brincar e que, depois, vai ajudar a manter as peças organizadas.

mesa lego ideias para guardar brinquedos como organizar os brinquedos dicas para brinquedos sacos para brinquedos mochilas para brinquedos saco brinquedo mochila brinquedo como guardar carrinhos como guardar lego rede de bichinhos de pelúcia onde guardar bicho de pelúcia como guardar bichos de pelúcia

4- Charme para guardar os livros! Antes de mais nada, é importante ressaltar que os livros devem estar ao alcance das crianças – assim como todos os outros brinquedos. Leia mais sobre quarto montessoriano clicando aqui. Este carrinho é lindo e prático, e não é difícil fazê-lo. Chame as crianças para ajudar e mãos à obra! 

carrinho livro guardar livro infantil mesa lego ideias para guardar brinquedos como organizar os brinquedos dicas para brinquedos sacos para brinquedos mochilas para brinquedos saco brinquedo mochila brinquedo como guardar carrinhos como guardar lego rede de bichinhos de pelúcia onde guardar bicho de pelúcia como guardar bichos de pelúcia

5- Camarim das fantasias: Mais uma ideia muito bacana, pendurar as fantasias num cantinho especial – este “camarim” pode ser feito sob medida e vai facilitar a brincadeira das crianças. Depois de acabar o faz-de-conta, é só pendurar a fantasia de volta, caso esteja limpa. Uma excelente ideia!

guardar fantasias ideias para guardar brinquedos como organizar os brinquedos dicas para brinquedos sacos para brinquedos mochilas para brinquedos saco brinquedo mochila brinquedo como guardar carrinhos como guardar lego rede de bichinhos de pelúcia onde guardar bicho de pelúcia como guardar bichos de pelúcia

6- Agora, a melhor de todas: Esta ideia é sensacional! 5 minutos e tudo estará arrumado como num passe de mágica! Faça um círculo de tecido grosso e pronto – coloque uma corda forte nas bordas, costuradas com ilhós, como uma cortina e pronto! As crianças brincam dentro dela, ao término da brincadeira, é só fechar e amarrar! Dica valiosa para mães cansadas!

ideia fantástica guardar fantasias ideias para guardar brinquedos como organizar os brinquedos dicas para brinquedos sacos para brinquedos mochilas para brinquedos saco brinquedo mochila brinquedo como guardar carrinhos como guardar lego rede de bichinhos de pelúcia onde guardar bicho de pelúcia como guardar bichos de pelúcia

Gostou? Compartilhe nossas ideias e ajude outras mães e pais cansados de encontrar brinquedos espalhados em todos os cantos da casa! 🙂

Leia também:
– Brincando de arrumar: as crianças podem e devem ajudar
– Quarto montessoriano
– Como cuidar do material escolar

Fonte: internet

Anúncios

Aquarianos em festa!

criança signo aquário filho aquario filha aquario aquariano aquarianos

Já estamos no mês dos Aquarianos, e temos boas sugestões e curiosidades! 

criança signo aquário filho aquario filha aquario aquariano aquarianos

Este mês, separamos dois temas que podem ser adaptados para festas de meninos e meninas!

Tanto meninos quanto meninas Aquarianos vão se identificar com os Minions. Eles são curiosos, divertidos, sempre em busca de uma aventura! Temos muitas ideias para festa neste tema aqui.

batatinha dos minions batata pringles dos minions lembrancinha dos minions festa tema minions meu malvado favoritoBatatinhas Pringles, da Festinha Legal

Outra sugestão com a cara do signo:  tema  “Circo” – Eles podem ser os palhaços, os mágicos, os apresentadores… Tudo para as crianças de aquário, originais e criativas! As crianças deste signo são falantes e se dão bem com todo mundo, vão adorar estrelar seu próprio circo!

lembrancinha circo personalizada caneca circo festa tema circo
Canecas tema “Circo”, da Festinha Legal
O que dizem os astros…

Curiosos, os aquarianos estão em busca de desbravar o mundo. Regidos por dois planetas, os nativos de Aquário podem parecer antagônicos. Quando o céu é de Urano, aquarianos se revelam verdadeiros revolucionários, sempre atrás de criar o novo. Se é de Saturno, nascem fascinados pelo tempo e destinados a conservá-lo: são excelentes colecionadores e historiadores. Os dois tipos têm algo em comum: a necessidade de pertencer a um grupo, mas como uma pessoa independente.

A criança de Aquário é: original, independente e não gosta de rotina. Elas nascem para o mundo e sua atenção está sempre do lado de fora. Precisam ser socializadas desde muito cedo.

Como lidar com a criança de Aquário: deixe-a livre. Muitas ficam melhores na creche ou na escola do que em casa, justamente porque se relacionam com o coletivo. Os pais precisam entender e respeitar essa necessidade de ser livre. Procure deixá-la em espaços abertos e esqueça a rotina engessada. O aquariano vai comer quando e o que quiser, por exemplo. Também não gosta de se sentir sufocado com muitos beijos e abraços. Não exagere no carinho para não deixá-lo irritado.

Saúde: o signo de Aquário inspira cuidados com panturrilhas e sistema circulatório.

Cor: azul, lilás e prata.

Fonte (texto astrologia): iG
Produtos Festinha Legal: Batatinha Pringles
Canecas personalizadas


Leia também:

– Como fazer uma festa simples e completa
– Dicas para planejar sua festa
– E se… coisas que podem dar errado: previna-se!

 

 

 

 

 

 

Lápis, caderno, borracha, canetinha…

material escolar como conservar como manter o material escolar bom dicas volta às aulas mochila

Seus filhos cuidam do material escolar? Estão preparados para a volta às aulas? Separamos algumas dicas legais!

material escolar como conservar como manter o material escolar bom dicas volta às aulas mochila

No início do período de aulas, comprar, escolher e etiquetar o material é um momento excelente para ensinar às crianças a valorizar cada item! É interessante escolherem juntos, mostrando os benefícios de cada escolha. Proponha trocas sadias às crianças (caso optem pelos itens da moda), para que vocês usem o dinheiro com sabedoria.

Uma dica bacana: ao invés de comprar um caderno muito mais caro porque tem uma capa de um personagem, você pode comprar o caderno genérico, que tenha a mesma qualidade, e etiquetar com um adesivo personalizado, por exemplo (aqui em casa, o personagem escolhido foi o nosso gato!…)

etiqueta personalizada material escolar animal de estimação

Outro ponto importante: organizem o local de estudos da criança em casa – que deve ser confortável, com boa iluminação e longe de distrações (TV, computador etc) – e separem também o material que deve ficar à disposição durante as tarefas e estudos. Sempre que possível, reaproveite cadernos, lápis e outros itens.

area de estudos como montar um cantinho de estudos para as crianças
Sugestão de cantinho de estudos

Dicas:

  • Verifique o tamanho das pastas e dos livros solicitados na lista de materiais – lembre-se que a mochila deve ter o tamanho adequado para transportar estes itens. Pode ser que as crianças levem lições de casa em pastas tamanho A4, por exemplo, e ela deve caber na mochila para que não se corra risco de perdê-la no trajeto para casa.
  • Mais fácil do que etiquetar: use uma caneta permanente (daquelas que marcam CDs) para identificar o material, desde lápis até os livros, esta caneca funciona em tudo!
  • Verifique a localização da sala – se a classe do seu filho fica no térreo ou no primeiro andar, mochilas de rodinhas são legais, mas caso tenham muitos andares, será mais fácil usar uma mochila convencional (nos ombros).
  • Faça uma lista básica sobre o que sempre deve estar na mochila, de modo que se possa fazer apenas um check list no dia-a-dia. E a criança, claro, deve participar de tudo isso.
  • Lancheira: o ponto principal é praticidade! Compre pensando na higienização e no espaço, deixe o visual como secundário. Dá também para personalizar com adesivos em vinil, resistentes à água.
  • Kit de higiene: escova de dentes, pasta, pente. Se a criança for grande, fio dental. Lembre-se de consultar o dentista para saber qual o tipo de pasta de dente indicado para cada fase da criança.
  • Aproveite o material que sobrou do outro ano: reaproveitar contribui para que as crianças evitem um consumo excessivo e desnecessário.
  • Não se esqueça: crianças pequenas devem levar uma troca de roupa para alguma eventualidade.
  • Mantenha sempre atualizados todos os dados de contato para que a escola possa contatar você ou alguém de sua confiança caso ocorra algum imprevisto.

Boas aulas! 🙂

Fotos: Festinha Legal / Internet

Leia também:
– Dicas para escolher a perua escolar
– Adaptação na escola
– Lancheira perfeita

 

 

 

 

 

O primeiro dia de escola

adaptação na escola primeiro dia de aula primeiro dia na escolinha como fazer adaptação na escola

Estudar é muito bom! E, para os pequenos, tão importante quanto aprender o conteúdo é aprender a aprender! O gosto por estudar se desenvolve quando somos crianças. Estimule! Leia sobre adaptação escolar e ajude seu filho a aproveitar o momento!

adaptação na escola primeiro dia de aula primeiro dia na escolinha como fazer adaptação na escola

Perguntas e respostas

1- Como preparar meu filho?
É importante explicar direitinho como será a rotina (quem vai buscá-lo, levá-lo, e enfatizar que o caminho será muito divertido). Explique sobre os novos amiguinhos, professores, e detalhadamente, conte como é o dia-a-dia da escola, quais as atividades que vão fazer, brincadeiras que vai fazer… Especialistas alertam: é importante não exagerar, não falar como se ele estivesse indo para um bufê infantil, para que ele não fique frustrado. Nessas horas, nada como uma boa conversa. Se as crianças forem mais velhas, fale sobre as descobertas que vão fazer na escola, do espaço físico, as atividades que só são possíveis de serem feitas na escola… Incentive e motive seu filho a gostar da escola e da rotina escolar!

2- Qual o papel da família na adaptação escolar?
Para o pai e a mãe, a adaptação começa na escolha da escola. O ideal é que a família seja presente, que participe das reuniões e atividades e sempre estejam em contato com os professores e funcionários. Além disso, os pais têm o papel de esclarecer, explicar por que ele está indo para a escola, deixar claro que ele vai ficar sozinho lá depois de alguns dias, caso ele seja pequeno. Sempre ressalte a parte boa, e explique tudo com muita segurança e positividade. No caso das crianças mais velhas, é importante reforçar a confiança, garantir que tudo o que eles disserem sobre a escola será ouvido e considerado.

3- Como lidar com o choro?
Primeiro, fique calmo! Muitas vezes, a criança chora ao ver o familiar se afastando, mas, logo depois, para e começa a brincar com os coleguinhas. Há momentos em que é importante ir embora sem olhar para trás, para evitar que essa situação se arraste por mais tempo. Converse com os professores e coordenadores para decidir como agir em casos como esse. Importante: assegure-se que está passando um tempo de qualidade com a criança, pois assim ela sabe que, após a escola, vai ter aquele tempo para conversar, contar como foi o dia, o que aprendeu, e ficar com você!

4- Na mudança entre Educação e Infantil e Ensino Fundamental, também é necessário o tempo de adaptação?
Sim. Em geral, a própria escola faz esse ritual de passagem, mostrando às crianças e aos pais as novas salas de aula, o material que será utilizado e explicando quais serão as novidades que vêm com essa nova etapa. Se houver uma troca de escola, é importante que os pais estejam mais disponíveis nos primeiros dias.

O que não fazer

Não deixe a criança na escola e diga “já volto em um minutinho”, a não ser que você volte mesmo em 60 segundos. Mentir quebra a confiança com a criança. Diga a verdade e enfatize a experiência na escola como algo muito positivo e divertido.
– Não faça trocas: ir para a escola já é o “prêmio” em si, ir para a escola é muito legal, não há necessidade de presentear a criança por ter ido à escola. Estudar tem que ser valorizado e visto como uma grande oportunidade, não um dever!
– Não compare: como diz o meu marido, os dedos são da mesma mão, mas não são todos iguais. Cada filho é um filho, com seus limites, perspectivas e amadurecimento. Respeite o tempo de cada um, se seu filho mais velho não teve problema algum ao adaptar-se, não significa que o caçula também terá a mesma facilidade.
– Não pressione. Calma, o ano só está começando! Aos poucos, a criança percebe como a escola, os amigos e os funcionários são legais, como ela vai expandir a criatividade, movimentar o corpo, aprender coisas novas, conhecer novos ambientes…
– Não ignore. Se, passado um tempo, ela continuar reclamando de ir à escola, investigue. Pergunte e confie nas respostas e seu filho. Vá à escola, visite-a num horário de aula, conheça a professora e o ambiente. Converse com a coordenação e tente descobrir e solucionar o problema. Não hesite em trocar de colégio se for necessário.

Boa sorte! E aproveite os momentos e aprendizados que seu filho vai trazer! 🙂 

Leia também:
– Como montar uma lancheira saudável
– Dicas para escolher a perua escolar
– Como fazer uma festa de aniversário na escola

Fonte: baseado no artigo Educar Para Crescer
Fotos: internet / arquivo pessoal

adaptação na escola primeiro dia de aula primeiro dia na escolinha como fazer adaptação na escola
A felicidade! risos…

 

Ajuda para manter a casa arrumada (mesmo que por alguns minutos…!)

casa bagunça bagunçada como arrumar dicas de arrumação #bagunça #bagunca #casa #dicas #arrumar

Criança pequena e casa arrumada geralmente são antônimos. Muito difícil estabelecer regras rígidas quando as crianças precisam de espaço, precisam de brinquedos, têm que pesquisar, correr, descobrir o mundo… No entanto, existem alguns hábitos simples que podem ajudar bastante no nosso dia-a-dia!

casa bagunça bagunçada como arrumar dicas de arrumação #bagunça #bagunca #casa #dicas #arrumar

1 – Cada coisa em seu lugar: Qualquer coisa que usar, coloque de volta em seu lugar. Aqui em casa, eu explico assim: a “coisa” terá que ser “posta” em algum lugar. Ao invés de colocar em cima da mesa, por que já não colocar no lugar correto? Quando todos da casa tiverem “condicionados”, você verá que grande melhoria!

2 – Tirem os sapatos: Mesmo quando os sapatos estão aparentemente limpos, eles ainda carregam impurezas e pó que vem da rua e dos lugares por onde passaram. Sem falar nos dias de chuva, em que os sapatos podem ficar cheios de lama. Atenção: é muuuuuito comum que os pequenos tragam a areia do parquinho ou da escola em amostras dentro do tênis. Oriente-os a tirar os sapatos no banheiro ou local adequado para varrer toda a areia que vão estar dentro deles.

3 – Use o aspirador e a vassoura a seu favor: Se você faz a limpeza uma ou duas vezes na semana, nos outros dias tente manter os cômodos limpos sem acumular sujeira fazendo algumas limpezas pequenas. Aspire ou varra um cômodo por dia e verá como a faxina ficará mais prática. Dica: aspiradores “robôs” como o Roomba, da iRobot, são um investimento valioso. Pesquise, valem muito a pena!

irobot robô aspirador de pó robozinho que aspira pó roomba

4 – Limpeza do banheiro durante o banho: Durante o banho, procure jogar água morna nas paredes para que a sujeira vá diminuindo aos poucos e nunca se acumule. Alguns produtos como condicionador de cabelo podem ficar grudados e são difíceis de remover quando secos. Por isso, jogue água nas paredes antes de deixar o box e remova cabelos que ficam no ralo para manter o local limpo.

5 – Mantenha as pias limpas e secas: Tanto a pia da cozinha quanto a do banheiro quando estão sujas dão a impressão de que a casa toda está suja. Por isso, sempre que usá-las, jogue um pouco de água corrente para remover a sujeira mais grossa e evitar o acúmulo de poeira ou restos de produtos e comida.
Fique atenta a restos de creme dental que ficam na pia do banheiro e restos de comida que podem se acumular e ficar grudados na pia da cozinha. Quanto antes forem removidas, mais fácil será de eliminar estas sujeiras. As crianças podem e devem ajudar! Mostre que estão escovando os dentes e deixando resíduos. Ensine a limpar após a escovação.

6 – Comidas e bebidas só na cozinha: Evitem comer em outros lugares que não seja a cozinha ou sala de jantar para que seja mais fácil de enxergar a sujeira e limpar logo após a refeição. Comer e beber no sofá da sala, por exemplo, pode deixar alguns rastros que dificultam a faxina. Tenha o costume de sempre limpar o local onde comeu e sua casa ficará limpa por mais tempo. Para quem tem criança, isto é complicado, mas deve-se estabelecer um limite.  

7 – Nunca deixe a louça de hoje para amanhã: Deixar acumular a louça de um dia para o outro pode parecer muito tentador quando você está cansada, mas além de chamar baratas, este hábito faz com que você demore mais na faxina. Lavando a louça no mesmo dia, você evita que os restos de comida sequem e fiquem duros nos pratos, talheres e panelas. Portanto: comeu, lavou. E a criançada deve ajudar: recolher os pratos, ajudar a botar e tirar a mesa… Recompense brincando com eles durante o tempo que economizaram com a limpeza.

8 – Cuidados na hora de cozinhar: Ter um capricho especial na hora de picar o tomate ou na hora de mexer o molho na panela são hábitos que evitam sujar sua cozinha. Tente não cortar alimentos ou mexê-los na panela de forma muito brusca para que estes não respinguem no fogão, na pia e na parede da sua cozinha. Caso isso aconteça, limpe imediatamente enquanto ainda está fácil.

9 – Fique atento a pequenos acidentes: Alguns deslizes, como deixar cair água na hora de molhar uma planta, deixar pingar água do cabelo no chão ao sair do banho e derrubar açúcar no armário ao abrir o pote são completamente evitáveis. Cuidado e carinho ao fazer as coisas em casa te ajudam a impedir estes pequenos acidentes que podem deixar sua casa toda suja. Com criança em casa, isto também será frequente: ensine com paciência e não precisa brigar (acidentes acontecem), mas é necessário explicar e pedir ajuda para consertar a bagunça.

10 – Oriente quem mora com você: Por fim, essas sugestões podem não adiantar muito se você segui-las, mas os outros habitantes da casa não o fizerem. Por isso, procure orientá-los e encorajar estes hábitos inteligentes. Assim, seu lar fica sempre limpo e arrumado e você gasta menos tempo sofrendo para remover a sujeira e organizar a bagunça. LEMBRE-SE, ARRUMAR A CASA E O AMBIENTE ONDE VIVEM É OBRIGAÇÃO E DEVER DE TODOS QUE ESTÃO NESTE AMBIENTE. Clique aqui para ver como as crianças podem ajudar. 

Fonte: texto adaptado do site Dicas de Mulher
Imagens: arquivo pessoal / internet

Leia também:
Brincando de arrumar: dica para transformar a arrumação em brincadeira
– Arrume os brinquedos e faça trocas: feira de troca de brinquedos

casa bagunça bagunçada como arrumar dicas de arrumação #bagunça #bagunca #casa #dicas #arrumar casa limpa

Quantas horas de sono?

Dormir é necessário para o descanso, crescimento e desenvolvimentos das crianças, além de outros benefícios. Mas de quantas horas de sono eles precisam?

11149240_902477549808612_7711023476386402932_n

Logicamente, cada criança tem uma necessidade, estrutura e padrão de sono únicos. Porém, pesquisamos e encontramos alguns parâmetros interessantes:

Tabela do sono (in “Healthy Sleep Habits, Happy Child” de Mark Weissblut)

Idade Sono diurno Sono noturno Total de horas sono
1 semana 8 horas 8h15 16h15
1 mês 7 horas (3 sonecas) 8h40 15h40
3 meses 5 horas (3 sonecas) 10 horas 15 horas
6 meses 4h15 (2 sonecas) 11 horas 15h15
9 meses 3 – 4 horas (2 sonecas) 11 horas 15 horas
12 meses 3 – 4 horas (2 sonecas) 11h15 15 horas
18 meses 2h15 (1 soneca) 11h15 13h40
2 anos 2 horas (1 soneca) 11 horas 13 horas
3 anos 1h40 (1 sesta) 10h40 12 horas
4 anos 1 hora (1 sesta) 11 horas 12 horas
5 anos 11 horas 11 horas
6 anos 10h40 10h40
7 anos 10h40 10h40
8 anos 10 horas – 10h40 10 horas – 10h40
9 anos 9h40 – 10 horas 9h40 – 10 horas
10 anos 9h45 9h45
11 anos 9h40 9h40
12 anos 9h40 9h40

Pesquisas indicam que 90% dos hormônios de crescimento são libertados durante o sono. As crianças que dormem menos tempo do que o aconselhado ou que podem apresentar distúrbios decorrentes do sono, e, portanto, podem ter problemas no desenvolvimento físico, no fortalecimento do sistema imunológico, na consolidação da memória e dificuldades no relaxamento muscular.

DICAS PARA SEU FILHO PEGAR NO SONO…

1. Dormir sempre no mesmo local e no mesmo horário: as crianças precisam de hábitos para dormir e o fato dela dormir sempre no mesmo quarto e na mesma hora faz com que ela se sinta mais segura e pegue no sono mais rapidamente.

2. Evitar muitos estímulos antes de dormir: 2 horas antes de dormir tenha o hábito de desligar a TV e acabar com a correria dentro de casa. O ideal é um ambiente calmo e tranquilo. Se a vizinhança for muito barulhenta, talvez seja boa ideia tentar isolar as janelas sonoramente para que haja menos estímulos dentro do quarto. Colocar um rádio ligado com músicas calmas pode ajudar a relaxar, facilitando o sono.

3. Acabar com os medos: quando a criança tem medo do escuro, pode-se deixar uma pequena luz de presença no quarto ou então deixar a luz acesa de outro cômodo e deixar a porta do quarto da criança entreaberta para que o quarto fique um pouco mais iluminado. Se a criança tem medo de ‘monstros’ os pais podem pegar numa espada imaginária e acabar com os monstros na frente da criança, mas sem dar atenção excessiva a esta situação.

4. Passar tempo com a criança: algumas crianças sentem saudades dos pais e ficam ‘enrolando’ para dormir porque desejam passar mais tempo com eles. O que se pode fazer, neste caso, é dedicar algum tempo que seja somente para dar atenção a criança, mesmo que sejam apenas 10 minutos por dia. Durante este tempo é importante olhar nos olhos, dizer que ama e fazerem algo que gostem, como desenhar, por exemplo.

5. Não deitar de barriga cheia: quando a criança está com a barriguinha muito cheia, ela fica mais inquieta e não sabe bem expressar o que está sentindo e isto pode dificultar o sono. Antes de colocar a criança na cama para dormir é importante verificar se ela não está com fome ou com a barriga muito cheia. Uma forma de solucionar este problema é dar o jantar cerca de 2 horas antes do horário de dormir.

6. Ensinar a criança a adormecer sozinha: muito importante, porque é possível que a criança acorde durante a noite e vá parar no seu quarto. Uma boa dica é ficar só um pouquinho no quarto com a criança, enquanto ela se acalma e sair do quarto quando perceber que ela está quase dormindo, um beijinho de boa noite e um até amanhã, podem ajudar na despedida.

7. Cantar uma canção de ninar antes de dormir ou ler uma história: o hábito de cantar uma canção calma ajuda a criança a perceber que está na hora de dormir. Uma boa ideia é fazer uma canção personalizada, dando asas à imaginação. Na leitura, o mesmo acontece. É um momento relaxante e de muita troca!

O mais importante: ter um dia agradável! Tente balancear as atividades das crianças para que elas não fiquem sobrecarregadas nem fiquem entediadas – se elas fizerem atividade física de mais ou de menos, isto pode prejudicar o sono.

Qualidade é mais importante do que quantidade, então o quarto precisa estar limpinho, arejado, evite barulhos. Não é necessário que a família inteira desligue todos os eletrônicos e luzes da casa, mas é bom não exagerar.

Boa sorte e bons sonhos!

Fonte: Tua Saúde / Internet

Leia também:
– Seu filho pode ajudar em casa!
– Como evitar acidentes: queimadura
– Dicas para ensinar o valor do dinheiro às crianças
hora de dormir por idade quantidade de horas de sono por idade da criança

Brincando de arrumar

tarefas infantis o que fazer com que idade as crianças podem ajudar a limpar crianças para fazer faxina com que idade podem

Existem pessoas que gostam de limpar e organizar. Mas a maioria, não gosta! Veja aqui como transformar as tarefas domésticas em jogos de limpeza para crianças e adultos!

tarefas infantis o que fazer com que idade as crianças podem ajudar a limpar crianças para fazer faxina com que idade podem

Antes de mais nada, defina as tarefas. Atenção para o que as crianças podem ou não fazer:

ATIVIDADES LIBERADAS:
Colocar e tirar roupas da máquina de lavar.
Dobrar roupas limpas.
Guardar as roupas em gavetas e armários.
Tirar o pó ou lustrar superfícies baixas, como mesas de centro.
Limpar o chão da cozinha com vassouras e pás de lixo.
Remover pelos de animais do sofá e do tapete.
Organizar brinquedos, jogos e livros.
Organizar os quartos.
Fazer a cama.

ATIVIDADES COM RESTRIÇÕES:
Colocar ou retirar a louça da lava-louças (há facas que podem cortar).
Pendurar roupa no varal (é muito alto).
Lustrar talheres (há facas que podem cortar).
Limpar cozinhas e banheiros (em geral é necessário usar produtos químicos pesados).
Usar aspiradores de pó ou qualquer outro utensílio conectado à eletricidade.
Lustrar espelhos e telas de TV (o vidro pode se romper).
Limpar dejetos de animais e lixeiras (risco de contaminação).
Passar roupa ou fazer o jantar (risco de queimaduras).
Separar lixo e reciclar (há latas que podem cortar).

Esta tabela divide as tarefas por idade:

tarefas infantis o que fazer com que idade as crianças podem ajudar a limpar crianças para fazer faxina com que idade podem

Agora, mãos à obra! Organize de forma lúdica para que o momento seja o mais agradável possível! Afinal, com diversão, mesmo a tarefa mais chata pode ser feita sem tédio.

ANTES DE COMEÇAR, TIRE UMA FOTO DO CÔMODO BAGUNÇADO! Leia até o final e você vai entender o porquê…

Modalidade 1: Competição da roupa!
Para os pequenos: As crianças menores vão gostar de aprender a apertar os botões da máquina de lavar.
Nível fácil: Brinque de serviço de entrega de lavanderia para guardar as roupas limpas nos armários e gavetas.
Nível médio: Quem vai levar a medalha de ouro de dobrador oficial? Competição para ver quem dobra as camisetas mais rápido.
Nível avançado: Separe as meias das roupas que você acabou de lavar e veja quem consegue encontrar mais pares no menor tempo.E podem botar a culpa no Saci caso não encontre o par das meias que estiverem faltando!

Modalidade 2: Campo de batalha, o quarto!
Nível fácil: Aumente o som e dance enquanto você e as crianças estão arrumando o cômodo.
Nível médio: Pratique habilidades com bolas de roupas, jogando as peças sujas no cesto de roupas de uma determinada distância.
Nível difícil: Use um cronômetro e ofereça um prêmio para quem terminar primeiro de arrumar o próprio quarto.
BÔNUS – Brinque de loja: faça pedidos de itens que estão no chão e devem ser entregues à prateleira ou à caixa de brinquedos.

Modalidade 3: Sala, a terrível área daquela que tudo vê!
Nível fácil: Recolha todos os itens do chão, quando falar “estátua”, as crianças têm que parar. Quem se mexer na hora errada, perde pontos!
Nível médio: Separe os brinquedos que não ficam no cômodo. Cada “competidor” terá uma sacola para levar para o local correto. Deve arrumar os itens e voltar para a sala.
Nível difícil: O pano e seu amigo lustra-móveis. Eles devem ser apresentados como armas poderosas de limpeza! O inimigo é o pó dos móveis! (atenção, só para os maiores! e não se esqueçam de lavar muito bem as mãos após a “missão”)

Ao final da “brincadeira” (limpeza), vale recompensar os participantes: ELOGIE! Não, não precisa comprar nada. Elogie!

Mostre para as crianças o “antes” (lembra da foto?) – tire uma nova foto e comparem. 

Uma outra forma de recompensa: chamar um amiguinho para visitar ou um parente. Pode ter certeza de que as crianças vão se encher de orgulho e dizer “Sabia que fui eu quem arrumei a casa?” (dando a impressão de que fizeram tudo sozinhos…)

Quando sentem que fizeram um bom trabalho e se divertiram, é mais provável que queiram continuar ajudando nas tarefas de casa. 

Estimular a criança a participar das atividades domésticas contribui para a sua independência. E também para demonstrar que todos devem ajudar na família. Sim, os meninos, as meninas, mães e pais: todos ajudam para viver no mesmo ambiente!

Além disso tudo, um outro benefício importantíssimo: finalmente a casa estará arrumada, nem que seja por pouco tempo! 🙂

Divirtam-se! 🙂

Fonte: Internet / Cleanipedia

Leia também:
– Perguntas sobre seu filho
– Feiras de trocas de brinquedo
– Festa infantil: menos é mais

tarefas infantis o que fazer com que idade as crianças podem ajudar a limpar crianças para fazer faxina com que idade podem
Varre, varre, vassourinha…